Previdência privada: um assunto importante para pais e filhos

Autor: Reinaldo Domingos

Que tal pensar em ensinar os seus filhos sobre a importância de se fazer uma previdência privada? Se ainda não havia pensado, é melhor começar se planejar. Poucas pessoas realmente se planejam para ter uma aposentadoria tranquila, embora seja um assunto de extrema importância. Então, se nem os adultos fazem algo a respeito, o que será do futuro das crianças? Está mais do que na hora de falarmos sobre o tema.

Depender apenas do INSS não é uma decisão inteligente, uma vez que os valores não são atraentes. Para uma pessoa ganhar R$2.000,00 mensais após parar de trabalhar, seria preciso contribuir com mais de R$700,00 por mês durante 30 anos. Não estou dizendo que o INSS não é importante, pois é um direito do cidadão que trabalhou a vida inteira. No entanto, para quem tem filhos, recomendo que já comece desde já a pensar em uma previdência privada para eles, garantindo a realizações dos sonhos.

Para isso, é interessante planejamento. Gosto de ressaltar que a previdência, na verdade, deve ser direcionada para a realização de sonhos, normalmente, de longo prazo, que serão realizados em 10 anos ou mais. Esses podem ser a aposentadoria, uma viagem ou uma faculdade. Tendo essa consciência, fica mais fácil ensinar os filhos a também se preocuparem com o seu futuro, embora ainda pareça estar tão longe.

Mas como ensiná-las? Experimente chamar a família inteira para uma conversa. Explique a todos qual a real situação financeira em que vivem e a importância de se planejar o futuro. Se possível, mostre a elas, de forma simples, como funciona a previdência e fale de valores, para que comecem a se familiarizar com o assunto.

Reforce a importância de sonhar – relacionando, no mínimo, três: de curto (até um ano), médio (até dez anos) e longo prazos (acima de dez anos) – e estimule-os a ir atrás deles, começando por saber quanto custam, quanto poderão guardar e em quanto tempo conseguirão realizá-los.

Mas, embora os pais sejam os exemplos dentro de casa, eles não estão sozinhos na responsabilidade de transmitir conhecimento e valores. Diversas escolas espalhadas por todo o país já adotam programas de educação financeira para alunos desde o Ensino Infantil ao Médio, que introduzem crianças e jovens a essa tema tão importante para a construção de gerações mais conscientes.

Então, reflita o quanto antes e comece agora a garantir um futuro melhor para vocês e seus filhos!

Compartilhe

Mais conteúdos